sexta-feira, 29 de junho de 2012

Doces cores e lembranças

Não morro de amores por cor-de-rosa, mas vi dois tecidos ontem que eram coisa mais amada. Minha mama encomendou um presentinho para uma futura mamãe, então fiz uma caixa (essa um pouquinho menor que as outras) com os tecidos delicados. 







Quando eu era criança de vez em quando dormia na casa da vó. Uma noite o vô e a vó me deram um conjuntinho de brinquedos de uma cachorrinha peluda que tenho até hoje. Eu fiquei tri feliz, abri o pacote super ansiosa. Porém vinham todos os acessórios da cachorrinha, menos a dita cuja. Nós todos fomos à loja no fusquinha branco do meu vô à noite para trocá-los pela cachorrinha. No final das contas, toda a noite foi tri divertida na minha mentalidade de infantil. 


Toda a minha historinha é porque tinha lido que dia 26 foi dia dos avós. Na verdade a pessoa trocou o mês, o dia dos avós correto é 26 de Julho. Porém eu só descobri isso depois que levei meu presentinho para minha vovó, mas tudo bem, nada melhor do que uma lembrança inesperada.






Fiz uma marmita de brownie. Essa foi uma das primeiras receitas que aprendi na faculdade. Já falei o quanto eu gostei da minha faculdade? Bah, foi uma época tão bacana, meu curso era o máximo, adorei muito! Além de ter aprendido fazer o brownie.


A receita é bem bem fácil. Derreti 220 gramas de chocolate meio amargo (cerca de uma barra e meia) com 80% de uma xícara de manteiga. Acrescentei 04 ovos levemente batidos, 01 e 1/2 xícara de farinha peneirada e 02 xícaras de açúcar também peneiradas (usei açúcar demerara). Triturei um pouco de nozes no processador e juntei à receita. Levei ao forno preaquecido por 15 minutos, em fogo inicialmente alto e baixei aos poucos. Ah, na mistura adicionei também umas gotinhas de baunilha, que dão o best perfume na cozinha. 






  


2 comentários:

  1. Bia, você é muito caprichosa. Parabéns pela caixinha. Agora, fiquei curiosa, você fez faculdade de quê?

    ResponderExcluir